Na manhã desta sexta-feira (20/05), na Fundação Anita Moraes, o prefeito Paquinha e representantes da comissão organizadora da 4ª Cavalgada da Natureza reuniram a imprensa local para uma coletiva, oportunidade em que foi apresentada a mídia oficial da cavalgada deste ano. 

Na ocasião se encontrava também presente o deputado estadual Antonio Moraes, que entre outras coisas ressaltou a importância de se manter viva as tradições dos festejos junino em nosso município, uma vez que por conta da crise nacional e das dificuldades que os municípios estão enfrentando, muitas outras cidades aqui da nossa região não irão comemorar o São João este ano. 

O prefeito Paquinha reforçou as palavras do parlamentar e na oportunidade o agradeceu, publicamente, pela emenda parlamentar que libera os recursos para que a prefeitura de Macaparana posso realizar as festas juninas desse ano em todo município. 

Com relação à cavalgada, em nome da comissão organizadora do evento, Tony Moura destacou a importância do trabalho em equipe e do engajamento de todos os que estiverem direta ou indiretamente envolvidos na organização, para que a cavalgada aconteça em grande estilo, de forma satisfatória e atenda às expectativas de todos aqueles que esperam mais uma grande cavalgada em Macaparana.
O deputado estadual Antônio Moraes (PSDB) se reuniu na manhã desta quarta-feira (18/05) com a Diretoria do Banco do Brasil, em seu gabinete, na ALEPE, para discutir e cobrar ações efetivas para reabertura das agências em Macaparana e noutros municípios do Estado de Pernambuco.

Mais de uma dezena de cidades de Pernambuco sofre com a falta da prestação de serviço pelo Banco do Brasil, depois das agências terem sido alvos de furtos, roubos e arrombamentos.

Nas redes sociais, o deputado Antônio Moraes disse que o Superintendente do Banco do Brasil prometeu reabrir a agência de Macaparana na próxima semana.

O prefeito de Macaparana, Paulo Barbosa (Paquinha), também marcou presença na reunião.

O Hospital da Mulher do Recife, localizado na Zona Oeste da capital e inaugurado na última sexta (13/05), mereceu elogios dos parlamentares nesta terça (17/05). Os deputados Ângelo Ferreira (PSB) e Antônio Moraes (PSDB) trouxeram o tema à Reunião Plenária, e salientaram a relevância do equipamento para a atenção à saúde da mulher no Estado. Os discursos também enalteceram a escolha do nome da médica Maria das Mercês Cunha, falecida em 2000, para denominar a unidade hospitalar – que tem capacidade para realizar 67 mil procedimentos por mês, sendo 400 partos e 250 cirurgias.

“Há muito o que aplaudir. Essa obra contou com muita competência e determinação do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e das bancadas federal e estadual de Pernambuco”, ressaltou Ângelo Ferreira, em pronunciamento no Grande Expediente. “É sem dúvida um avanço para a rede pública de saúde da capital”, avaliou Antônio Moraes, no Pequeno Expediente.

Em aparte ao discurso de Ferreira, Zé Maurício (PP) pontuou que, “numa época em que a saúde está muito carente, esse equipamento moderno irá beneficiar a população do Recife”. Já a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, deputada Simone Santana (PSB), destacou, também em aparte, a existência de um centro de atenção às vítimas de violência e de um espaço destinado a mães cujos filhos permanecem internados após o parto. “É uma demonstração de compromisso com a saúde feminina”, destacou.

Homenagem - Antônio Moraes requereu um Voto de Aplausos a Maria das Mercês Pontes Lima Cunha, oncologista alagoana radicada em Pernambuco, que atuou no combate ao câncer ginecológico desde os anos 1950. “Por todos os seus estudos e sua dedicação na formação de profissionais, esse foi o nome ideal para batizar aquela unidade de saúde”, considerou Moraes. “A homenagem faz jus à carreira de uma pessoa que se dedicou à saúde da mulher”, salientou Zé Maurício. “Foi efetivamente uma oncologista de destaque”, concordou Ângelo Ferreira.

A Assembleia Legislativa de Pernambuco celebrou, em Reunião Solene na noite dessa segunda (16/07), os dez anos da fundação do Instituto do Fígado e Transplantes de Pernambuco (IFP). A cerimônia, requisitada pelo deputado Antônio Moraes (PSDB), teve o objetivo de parabenizar o trabalho desenvolvido pelos profissionais da entidade, que hoje promove cerca de 1,8 mil atendimentos/mês a usuários do SUS, despontando como referência nacional nos serviços relacionados às doenças hepáticas.

“Parabenizamos os profissionais que, com zelo e competência, salvam vidas e colocam nosso Estado entre os mais importantes polos médicos do Brasil”, declarou a deputada Simone Santana (PSB), que presidiu a sessão. “Esse encontro é para louvar a atitude de pernambucanos que, de mãos dadas com o Estado, fortalecem os direitos dos nossos cidadãos”, complementou Moraes.

O parlamentar entregou uma placa comemorativa a Leila Beltrão, que preside a instituição, e a Ricardo Brennand, presidente de honra da entidade. “Recordo o mês de abril de 2005, quando um grupo de 15 sonhadores reuniu-se com o objetivo de criar e construir um hospital moderno e especializado”, lembrou Brennand. “A família IFP é formada não só por médicos e profissionais administrativos, mas por empresários destemidos que investiram na instituto e na manutenção da assistência à população”, concluiu Leila.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, revogou nessa terça-feira (17/05), por meio de uma portaria, a habilitação de entidades escolhidas pela presidente afastada, Dilma Rousseff, para construir unidades do programa Minha Casa, Minha Vida. A portaria autorizava a contratação de 11.250 moradias da modalidade Entidades do MCMV. Foi uma "medida de cautela", afirmou em nota na noite desta terça-feira o Ministério das Cidades.

Segundo o texto, a suspensão da portaria se deve ao fato de o ato ter sido feito nos últimos dias do governo de Dilma e "sem os recursos necessários para o atendimento". A Pasta afirma que a Secretaria Nacional de Habitação, responsável pelo MCMV, vai analisar e discutir o modelo de habilitação na modalidade Entidades.

A portaria faz parte do anúncio da presidente no dia 1º de maio de contratar mais 25 mil moradias nesse ano para as entidades e movimentos sociais, ao custo adicional de R$ 1 bilhão. O restante das moradias estava direcionada para a versão rural do MCMV. A modalidade Entidades atende famílias com renda mensal de até R$ 1.800.

Do JC On line

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou, nesta terça-feira (17), que irá realizar mais um concurso público para formação do seu quadro profissional. Estão sendo oferecidas 65 vagas para os níveis técnico e superior, com vencimentos que variam de R$ 1.844,51 a R$ 7.480,00. As vagas são para lotação em todo o estado. As inscrições começam no próximo dia 23 de maio e vão até o dia 16 de junho. As provas serão realizadas no dia 17 de julho. O certame está sendo organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O edital será publicado amanhã (18) pela Secretaria de Administração – SAD.

Para os cargos de nível superior, a Compesa reservou 24 vagas. Para concorrer ao emprego de Analista de Saneamento, os profissionais devem ter formação nas engenharias ambiental, florestal, de produção, mecânica e de telecomunicações, geologia ou química. A remuneração atual paga pela Compesa ao Analista de Saneamento totaliza R$ 7.480,00.

As demais oportunidades para quem tem formação de nível superior são para o cargo de Analista de Gestão. As vagas são para administrador de banco de dados, advogado, biólogo, contador, economista e médico do trabalho. Os vencimentos são de R$ 5.343,03.

Já para quem tem nível médio técnico, estão sendo disponibilizadas 41 vagas para o cargo de Assistente de Saneamento e Gestão. As especialidades são para tecnologia da informação e técnicos em segurança do trabalho, eletrônica, eletrotécnica, química e saneamento. Os vencimentos iniciais são de R$ 1.844,51.

Todos os empregados são regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Do total de vagas, há dez reservadas para pessoas com deficiência.

Além do salário inicial, os empregados da Compesa são contemplados com política que prevê progressões salariais por mérito e por antiguidade, bem como Participação nos Resultados. Também recebem benefícios que atualmente são: plano de saúde e plano odontológico para o empregado e dependentes; previdência privada; vale alimentação (R$ 594,00); e auxílio-educação.

As provas serão realizadas no Recife, no dia 17 de julho. Para o emprego de nível superior, será das 8h às 12h, e, para o emprego de nível médio técnico, das 14h30 às 18h30. Para visualizar o edital do concurso público e fazer a inscrição, o candidato deve acessar o endereço www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/compesa2016. A taxa de inscrição custa R$ 85 para o cargo de Analista de Saneamento, R$ 70 para o de Analista de Gestão e R$ 60 para o de Assistente de Saneamento e Gestão.

Nesta terça-feira (17/05) aliados do principal grupo de oposição política em Macaparana anunciaram, especificamente nas redes sociais, a confirmação da pré-candidatura de Maviael Cavalcanti (DEM) a prefeito do Município, tendo como vice Loura de Valdecírio.

Entretanto, Maviael, que é também o líder político do grupo, apesar de ser, naturalmente, a vontade absoluta dos aliados, ainda não confirmou o anunciado nas redes sociais e em alguns blogs. "A conversa é essa, realmente, mas tudo pode mudar, visto que ele ainda espera por Maviael Filho (Mavi)", disse um dos aliados.

Outra fonte ligada ao grupo político afirmou que Maviael Cavalcanti é, com toda certeza, o candidato mais forte, sempre teve a vontade de se candidatar no seu Município. O caminho está guiando para essa possibilidade, ele pode anunciar a sua pré-candidatura neste momento, mas até que se pronuncie, é melhor esperar.

Quanto a dona Loura, rumores dão conta de que ela deve mesmo ser a candidata a vice, pois o próprio Maviael já disse que o vice será do grupo de Valdecírio Cavalcanti.

O Cartório do Registro Civil de Macaparana/PE, sob o comando do registrador Natanael de Jesus Figueiredo, em parceira com a ARPEN/PE (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de Pernambuco) e o FERC/PE (Fundo Especial do Registro Civil do Estado de Pernambuco), por meio do programa Um Passo a Mais para a Cidadania, da CGJ (Corregedoria Geral de Justiça de Pernambuco), realizou, nesta terça-feira (17/05), a união de 37 casais, em uma bela cerimonia de casamento comunitário.
© Copyright 2015 Macaparana em foco. Todos os direitos reservados. Designer: LM - Bloggertheme9 Plataforma Blogger.